Mãe de autista: pesquisa diz que o cansaço é equivalente a um soldado em batalha

by - junho 15, 2018




Por Adassa Teixeira


"O nível de estresse em mães de pessoas com autismo assemelha-se ao estresse crônico apresentado por soldados combatentes, segundo estudo feito com famílias norte-americanas e divulgado no Journal of Autism and Developmental Disorders. De acordo com a pesquisa, mães que convivem com o autismo dos filhos empenham por dia duas horas a mais com cuidados do que as mães de crianças sem a síndrome, e têm mais interrupções quando estão no trabalho.

Ao longo do dia, elas também apresentaram duas vezes mais probabilidade de estarem cansadas e três vezes mais chances de passarem por um evento estressante. Segundo os responsáveis pelo estudo, é desconhecido o efeito em longo prazo sobre a saúde física dessas mães, já que o elevado estresse pode afetar o nível de glicose, o funcionamento do sistema imunológico e a atividade mental."

Essa pesquisa é um pouco antiga, mas ela retrata uma realidade, que é a árdua rotina de quem convive com o autismo. Embora a pesquisa retrate apenas mães de autistas, também existem pais(poucos) que criam seus filhos autistas sozinhos e vivem também essa realidade.

Eu como mãe de um autista sei bem o que é essa realidade no dia a dia. Além de ter esgotamento físico, tenho esgotamento psicológico. Existem muitas mães e pais que assim como eu experimentam esse tipo de cansaço e algumas que possuem filhos com o grau mais severo, a luta é ainda maior. Não quero dizer que aqueles que possuem um autista no grau leve, não tenha trabalho, afinal de leve só tem o nome.


Não queremos pena, não queremos frases que digam "ah, coitadinha", eu não sou uma coitadinha e não preciso da sua pena, preciso de APOIO, Preciso da extinção do PRECONCEITO, afinal o autismo é um transtorno que não é aparente. Quero ESCOLAS PREPARADAS para que eu não possa me preocupar se o meu filho está sendo bem tratado ou não. 

O nosso grito é.... .APOIO
O nosso grito é .... NÃO AO PRECONCEITO
o Grito dos Nossos autistas é.... ME AME DO JEITO QUE EU SOU E COMPREENDA QUE EMBORA EU SEJA DIFERENTE DE VOCÊ, EU AINDA TENHO UM CORAÇÃO IGUAL AO SEU, COM SENTIMENTOS.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner


You May Also Like

6 Comments

  1. È uma verdade ,é tudo que nós mães precisamos mais apoio e dá um basta ao preconceito que ainda existe.

    ResponderExcluir
  2. Vejo como é difícil para minha esposa, que fica com meu filho, hoje com 21 anos, 24 horas por dia praticamente. Se para mim que sou pai é complicado, para ela realmente é uma batalha. Uma por dia. E olha que ele tem autonomia para tudo, não precisa de nada. Mas na hora de conversar....

    ResponderExcluir
  3. Oi meu nome é Rosário meu filho tem autismo leve.passo muitas coisas mesmo no começo eu não queria aceitar o poblepro do meu filho.guase tive depressão mas hoje já mim acustumei com tudo com consulta. Ele toma respiridona pra se aquetar mas come muito.devido o tratamento. Gostaria de saber se crianças que têm autismo pode receber benefício.. pra seu gastos.

    ResponderExcluir
  4. É essa a melhor definição que já li. Realmente,matamos um leão por dia!

    ResponderExcluir
  5. Sou professora de uma criança com autismo. E uma criança apaixonante, inteligente (demais da conta) é sensível. Apesar da família ser muito simples,nesses 25 anos de magistério, vi poucos pais tão envolvidos do desenvolvimento de um filho.Quem dera todos fossem iguais. Ele tem sorte. É amado. Fico apenas 20h horas semanais com ele, suficientes para fazer crescer mais e mais o amor é o orgulho que sinto. Essa experiência vou levar pro resto da minha vida, principalmente para entender o quanto as famílias dessas crianças são especiais por terem sido escolhidas para os terem na suas responsabilidades. Não é facil. Nem um pouquinho... Mas o prazer que se tem em cada avanço alcançado, é de uma magnitude que não tem como explicar. Realmente o "prêmio" é enorme e faz valer à pena cada dia de exaustão (e com cansa!rs).

    ResponderExcluir
  6. Nossa, sei disso TB
    Construí uma barreira em mim para nunca demonstrar minhas fraquezas, criei em mim a capacidade de transformar dor em amor e sofrimento em alívio futuro, me esgoto, mas me reforço vendo ele tao feliz, a alegria dele me mostra que estou no caminho certo.

    ResponderExcluir

Comentarios anônimos não serão aceitos