Depoimento: Técnicas que funcionaram no desenvolvimento do meu filho autista - Autismo entre mães

25 de maio de 2018

Depoimento: Técnicas que funcionaram no desenvolvimento do meu filho autista




Olá gente, o post de hoje não é de minha autoria, mas sim da  Marcia Pantoja Caldas, todos sabem que participo de vários grupos sobre o autismo e até tenho o meu próprio grupo que se chama Autismo em Familia, mas certo dia fui olhar as postagens de um outro grupo sobre o autismo e me deparo com o lindo depoimento dela onde tem ténicas que ela utiliza com o seu filho autista. O texto, eu vou deixar logo abaixo.


Técnicas que funcionaram comigo

Desde pequeno percebi que o meu filho era difícil de lidar. O famoso cantinho ou cadeira do pensamento não funcionavam, pois parecia que eu estava dando uma surra nele. Pesquisei em sites brasileiros e nada. Pesquisei em sites em inglês e achei métodos que até hoje utilizo.
Gostaria de lembrar q eu nem sabia o que era autismo. Eu achava que o meu filho era hiperativo, com um gênio forte e teimoso. Contudo, esses métodos valeram a pena. Não vou mentir, parece que demorou uma eternidade para que o meu filho finalmente se comportasse, e assim pudéssemos sair.


Aconselho a começar esse treinamento em casa, onde vocês tem o controle da situação. Além do mais, nossos pequenos não são bobos e sabem que na rua acabamos cedendo por vergonha ou pressa em terminar uma compra. Se o seu filho não fala, aconselho a usar o Método PEC (aquele dos cartões com desenho), Seja para pedir que olhe nos seus olhos (desenho de olho), fazer silêncio ou até criar um bloco onde ele pode pedir algo que queira comer, mas isso não quer dizer que você não vai estimula-lo, dizendo o nome do produto e esperar que ele tente repetir, como por exemplo: "biscoito". Agora se for algo importante ou vital como comida ou fazer xixi, não se deve insistir para que ele tente repetir. Só repita o nome.


Uma coisa muito importante para muitos autistas é a rotina, principalmente, se não estiverem em casa, pois eles precisam saber o que está para acontecer.
Se você perceber que o seu filho está tendo dificuldades na escola talvez seja interessante conversar com a professora para que ela crie uma Placa de Atividades Diárias que tenha o nome e a foto do seu filho. A cada nova atividade a ser iniciada, o aluno pega o cartão de atividade correspondente e gruda na placa dele. Assim ele saberá que a próxima atividade será Pintura, por exemplo.



**Treinamento para saber esperar ser atendido: as crianças pequenas estão acostumadas a terem atendidas quase que de imediato, então cabe a nós ensina-los a esperar. Quando seu filho pedir algo, diga que está ocupada e que é para ele esperar um pouco. Comece com 1 minuto e vá aumentando o tempo de espera. Durante essa fase de treinamento mesmo que você não esteja ocupada, diga que está ocupada. Hoje eu peço para o meu filho esperar e às vezes até esqueço que ele pediu algo, aí ele vem me lembrar.


**Contagem regressiva: imagina você no maior bate papo com uma amigona e do nada alguém chega e diz para vocês irem embora. Chato, né? Imagina para uma criança pequena. Então eu aviso mostrando nos dedos o número dos minutos: "5 minutos para irmos embora." "4 ... 3 ... 2 ... 1 ..." Não é de primeira q ele vai pegar, mas aí você sempre lembra ele: "mamãe te avisou a 5 minutos q a gente ia embora. Acabaram os 5 minutos." Eu uso a contagem regressiva até hojê para tudo: para sair de cama, escovar os dentes, desligar a TV, ir para as terapias.
Outra coisa é quando for chamar a atenção ou dar bronca nele, abaixe até a altura dele, olhe nos olhos dele, segure firme a mão ou braço para reforçar a mensagem e aí você diz que não pode fazer tal coisa. Nessas horas não dá para fazer um discurso, eles não assimilam tudo, tem que ser direta e curta: "não bate na mamãe que faz dodói."
**Um Comportamento Ruim Gera Um Ato Ruim: faça os mesmos passos de quando você dá uma bronca: abaixe até a altura dele e mostre nos dedos o número do aviso. Avise 3x: "1, para de rasgar o jornal, senão vai ficar de castigo" Espere alguns segundos já q crianças demoram um pouco para processar uma informação e se ele continuar avise de novo "2, ... 3, ...." Na quarta vez é castigo: tire o objeto do aborrecimento, desligue a TV e diga que ele está de castigo. Nessa hora não adianta fazer um discurso. Ele vai chorar, se jogar no chão, mas só diga que ele está de castigo. O tempo vai depender da idade: 6 anos = 6 minutos.
**Saindo para supermercados, shoppings e parquinhos. Faça os mesmos passos do Um Comportamento Ruim Gera um Ato Ruim, mostre nos dedos e avise q se não se comportar, vocês vão para casa. Na quarta vez pegue seu filho e saia do estabelecimento. Fique do lado de fora, ele deverá estar chorando e se debatendo, espere um pouco e diga que você só vai voltar se ele se comportar. Provavelmente, ele não vai responder que irá se comportar, já que está frustrado. Então entre no estabelecimento e volte a fazer o que estava fazendo. Caso ele volte a se comportar mal, avise de novo e na quarta vez saia do estabelecimento. Eu saia 3x, mas na quarta era casa. A quantidade vai depender da sua paciência. Já com meu marido na 1ª saída era casa. Sim, sai várias vezes do supermercado sem ter comprado nada.
**Outra coisa é usar cartões ou determinar verbalmente a prioridade de Primeiro e Depois: "primeiro tomar banho, depois ver TV."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentarios anônimos não serão aceitos