Mãe de criança autista e o grito silencioso por apoio

by - março 23, 2018


Creditos da imagem 
de www.arauteemfoco.com



Das frases que mais ouço falarem acerca de mim, a que menos gosto é que Deus só dá filhos especiais pra mães especiais. Mães de crianças autistas não são seres de outro mundo que possui super poderes, são mães normais como qualquer outra. O que diferencia a mãe de um autista pra mãe de uma criança que não possui o transtorno é simplesmente a alta carga emocional que carrega todos os dias.

Essas mães precisam de apoio, mas essa não é a realidade que vivemos, pois muitas delas não tem nem apoio em casa. Sabe aquela famosa frase que se ouve? O que você fez em casa hoje que está tão cansada?

A falta de apoio e compreensão é alarmante. São mães que vivem esgotadas, com sono, não tem tempo nem quase pra tomar um banho e ainda tem que aguentar frases grosseiras como essas.

Ninguém quer ficar com os nossos filhos, e isso também as vezes inclui  a você querido esposo. Você acha que não cansa ficar com o filho gritando, bagunçando e pulando na casa o dia todo?

Quando fica com ele por 1 hora já reclama e ainda tem a coragem pra abrir a boca e perguntar o que foi feito?

É você quem pega 4 ônibus pra levar ele pras terapias, é voce quem está em casa pra aguentar as crises??? Não, é a mãe da criança autista. Claro que como em tudo na vida existe exceções, há também país que são verdadeiros exemplos de superação, mas é muito DIFÍCIL.

O meu grito hoje, é por APOIO E COMPREENSÃO. Ao invés de reclamar e julgar calce os meus sapatos e ande com eles e você saberá onde mais DOI. Nenhuma mãe reclama a toa por apoio, e no nosso caso precisamos de apoio mais 100%.

You May Also Like

4 Comments

  1. Não conheço alguém ao meu redor que tenha autismo, mas pelos filmes que já vi, sei que os filmes são uma ficção da realidade, o importante é sempre compreender como é a situação e principalmente apoiar. curti demais seu post

    ResponderExcluir
  2. Acredito que o segredo é conhecermos e nos aprofundarmos bem no autismo, pois somente agora é que a mídia está incentivando as pesquisas. Tenho pessoas especias na família e me identifiquei com seu texto.

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Por mais que não conheça ninguém que tenha autismo, acredito que deva ser difícil, até pelos pontos que você ressaltou no texto. Além deles, muitas pessoas julgam também a mãe e o filho autista, o que é uma pena.

    ResponderExcluir
  4. É muito difícil para nós mães de crianças com autismo. Me vi nesse texto. E o mais interessante é escutar de outras pessoas além do q vc escreveu é nossa coordenadora vc teve coragem de arrumar outro filho?! Bom minha filha foi diagnosticada em dezembro de 2017 meu filho nasceu em abril de 2017. Sendo assim eu nem imaginava q ela era autista.

    ResponderExcluir

Comentarios anônimos não serão aceitos