Autismo: meu filho hoje fala frases, como eu consegui? - Autismo entre mães

30 de março de 2018

Autismo: meu filho hoje fala frases, como eu consegui?





Um dos maiores sonhos de muitas famílias com crianças autistas é ouvir elas falarem. O atraso na fala é uma das características do autismo, porem nem toda criança autista possui atraso na fala. O meu filho Davi tem grau leve e teve atraso na fala, já a minha irmã Caçula tem um grau moderado e não teve atraso na fala. Nenhuma criança autista é igual a outra, logo se o meu filho teve atraso na fala, isso não significa que todos os autistas tem atraso na fala, porem um quantidade significativa possui essa característica.

A desconfiança que Davi era autista surgiu justamente pelo atraso na fala. Com 1 ano mais ou menos ele falava mamãe e papai, mas depois de um tempo foi como se ele estivesse esquecido essas palavras. Foi passando o tempo e descobrimos que o atraso é normal até os 2 anos de idade, então decidimos aguardar. eu lembro que eu era muito pressionada por algumas pessoas que diziam que ele tinha preguiça de falar e por um tempo eu realmente achei que era preguiça, até que com 2 anos e pouco levamos a uma fonoaudióloga e a  mesma observou algumas características que até então eu nunca havia notado. Ele possuía traços  de autismo e a partir dai comecei a pesquisar como louca o que era isso (eu achava que era uma doença ), mas descobri que era um transtorno.

Com mais ou menos 3 anos de idade, Davi não falava e até mesmo na escola era muito dificultoso pois ele não se comunicava. Nesta época eu consegui o tratamento de uma psicóloga que trabalha com ABA e foi ai que a minha mente começou abrir para esse assunto e eu me perguntei O QUE ESTOU FAZENDO PRA ESTIMULAR A FALA DO MEU FILHO. Durante esse período que ele estava com a psicologa eu observei o que ela fazia e verifiquei que em casa mesmo poderia estimula-lo. Sempre fui muito observadora e ai comecei a colocar em prática o que eu aprendi observando.


Aprendi a não ceder quando o meu filho me puxava e apontava pra algo que queria, eu fingia que não ligava e perguntava a ele 'O QUE VOCÊ QUER?' e quando eu via que ele não falava a palavra eu dizia VOCÊ QUER ÁGUA? e ai ele balançava a cabeça. No inicio eu não tinha a resposta dele, mas depois de um tempo ele aprendeu e Davi aprendeu a sua primeira palavra ÁGUA. Quando vi que ele já estava bastante treinado com determinada palavra eu formava uma frase pequena com 2 palavras, então ao da resposta dele ser apenas ÁGUA, eu o ensinei a falar QUERO ÁGUA.

O uso de PECS pra incentivar a fala é bastante aconselhável e ao contrario do que muita gente acha, não atrasa a fala, acredito que a comunicação é mais importante que a fala. Você pode utilizar PECS como as imagens que o seu filho mais gosta como mostra a imagem abaixo.




Existe também um PEC bastante interessante que eu aconselho você usar caso o seu filho não fala nenhuma palavra, é o da figura abaixo:



Além dos PECS, a escola também ajudou bastante, pois na escola tem crianças da mesma idade que ele e também funciona de estimulo, por este motivo não é aconselhável uma criança autista ficar sem estudar. Hoje o meu filho Davi está com 5 anos e atualmente já fala frases. quando ele não sabe o que é determinada coisa ele pergunta o que é isso?. Se eu tiver um ultimo conselho a dar é, estimule o seu filho em casa também. A terapia do seu filho pode até ser todos os dias, mais o lugar onde ele passa a maior parte do tempo ainda é em casa.

Essa dicas funcionaram pra mim, pode funcionar ou não pra você, mas espero ter dado pelo menos uma pequena luz na sua caminhada neste mundo azul.


2 comentários:

  1. Acho que devemos propagar o máximo de informação sobre o autismo pois como você mesmo falou, ainda existem muitas pessoas que veem alguns desses sintomas como birra e até culpam os pais por acharem que eles não estão sendo educados. Eu mesmo sou um exemplo clássico disso. Eu só conhecia o autismo pela TV e de forma muito superficial. Estou aprendendo muito com seu blog. Também não conhecia os PECS nem a sua importância no desenvolvimento da criança autista. Ótima matéria.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Que bacana, muitas mães que tem filhos autistas ou até mesmo familiares precisam conhecer teu blog! Adorei o post e obrigada pelas dicas

    ResponderExcluir

Comentarios anônimos não serão aceitos