Autismo: estamos no mesmo barco - Autismo entre mães

6 de março de 2018

Autismo: estamos no mesmo barco





Por Adassa Teixeira

(Se for compartilhar, compartilhe com o link e a autoria)

O autismo já é um velho conhecido pra muitos pais e mães e pra outros ainda é novidade, mas seja como for , o diagnóstico muda para sempre a vida dessas pessoas. Pessoas que convivem com autistas dentro de casa possuem uma carga emocional imensa e inexplicável. Tem dias que ficamos angustiados por que não conseguimos dormir direito, ou por que nossos filhos estão hiperativos, ou por que teve uma crise e não pudemos fazer nada.
Seja como for, quem tem autista leve, moderado ou severo sempre acaba passando pelas mesmas coisas. Todos temos que levar nossos filhos a terapias, todos temos que lutar contra o preconceito, todos temos que lutar a favor dos direitos dos nossos filhos e todos sonhamos em ver os nossos filhos independentes um dia, afinal não somos eternos.


Estamos no mesmo barco, usamos os mesmos remos, mas as vezes esquecemos desse detalhe. Muitas vezes fico triste pois vejo pais e mães discutindo por besteiras( isso mesmo, são bobagens), outras vezes vejo pessoas comentando coisas grosseiras sem ao menos se colocar no lugar do outro.

Palavras as vezes machucam mais que ações e ninguém se lembra disso. Um corte em qualquer local do corpo sara com algumas semanas, mas a ferida do coração pode demorar anos e dependendo da pessoa, pode nunca sarar.

O Meu apelo como mãe de autista é que se propague o amor. O mundo em que vivemos está um caos. Pense antes de falar. Eu compreendo que cada um tenha opinião própria e que queira se expressar, mas as vezes o mais sábio é ficar em silêncio.



Estamos juntos nessa luta, somos todos guerreiros e uma grande família azul.

8 comentários:

  1. Pura verdade... as pessoas devem se colocar no lugar das outras antes de julgarem o próximo, o amor é a chave para tudo e como diz o texto é importante saber a hora de se calar se não tem nada de bom a dizer e ajudar. Lindo post.

    ResponderExcluir
  2. Tenho uma amiga que é mãe de autista como você e concordo quando fala sobre o amor. Temos que amar e respeitar o próximo, sem julgamentos e preconceitos. Parabéns pelo seu post.
    big beijos

    ResponderExcluir
  3. Antes de tudo eu queria dizer que, sua ideia em criar um blog com esta temática é demais! Acredito que muitas mães podem se sentir acolhidas vindo pesquisar sobre este assunto aqui! Deixo o meus mais sinceros parabéns por não só se ajudar, mas também espalhar essa ajuda na blogosfera!

    ResponderExcluir
  4. Tenho uma mamãe autista na família, mas infelizmente ela ainda não aceita que o filho seja autista😔... Mas estamos fazendo de tudo pra ela tratar a criança...
    Mas creio que aos poucos ela vai aceitar ❤❤❤
    PARABÉNS pelo Blog

    ResponderExcluir
  5. não tenho ninguém conhecido que tenha essa, mas dá para imaginar como deve ser possuir esse problema

    ResponderExcluir
  6. Não conheço ninguém com autismo, mas imagino como seja. Amei seu post e seu blog. Parabéns.

    ResponderExcluir
  7. Vocês são guerreiras demais , não tenho ninguém da minha familia com autismo , mais não é preciso para me colocar no lugar da mãe que tem seu filho com autismo . Tem que ter força e muita sabedoria para lidar com tudo no dia a dia e principalmente com a sociedade.

    ResponderExcluir
  8. Texto lindo! Que iniciativa maravilhosa de criar um blog para esse assunto, tão pouco abordado. Tenho um primo de 5 aninhos autista. Ele é pura alegria. Sinto que o mais difícil é o olhar maldoso da sociedade. As pessoas precisam ter mais respeito e empatia. abç

    ResponderExcluir

Comentarios anônimos não serão aceitos