12 Fatos pra dizer que o Pocoyo é Autista - Autismo entre mães

21 de janeiro de 2018

12 Fatos pra dizer que o Pocoyo é Autista





1 - Um garoto de 3 anos (sexo onde o autismo é maioria e idade onde ele começa a ser reconhecido)
2 - Não verbaliza constantemente, apesar de ser bastante curioso
3 - Brinca por várias vezes sozinho
4 - Seu animal de estimação é uma cachorrinha, a Lola, que aparece com menos frequência que os outros personagens (assim como a maioria das crianças autistas adoram animais e interagem bem com eles)
5 - A sua roupa é toda azul (cor símbolo do autismo)
6 - Os olhos não possuem contornos (olhar profundo)
7 - Tem o seu próprio jeito de brincar
8 - Possivelmente os outros personagens são brinquedos que convivem com ele em seu mundo
9 - O narrador adulto, o instrui e o ajuda a entender as coisas, apesar dele nunca ter aparecido (talvez um cuidador, pai ou médico, muitas vezes, pelas crianças autistas não observarem a face de quem fala, ele só tem voz)
10 - Quando está feliz balança os bracinhos (similar a algumas estereotipias das crianças no TEA
)11 - O primeiro episódio chama-se "O Guarda-Chuva" (termo utilizado para definir o Transtorno do Espectro Autista)
12 - E algumas outras semelhanças que, qualquer cuidador de uma criança no TEA consegue reconhecer

Pocoyo é o menino mais curioso do mundo. Vive num mundo maravilhoso onde pode perguntar tudo e ele aproveita bem a oportunidade.
“Pocoyo” fala das coisas que dizem respeito ao dia-a-dia das crianças. Trata, portanto, da curiosidade, da franqueza, do interesse, da tolerância, do respeito e do amor, no fundo, dos valores fundamentais do ser humano.
O fato é que, intencionalmente ou não, os criadores de Pocoyo criaram um personagem tão maravilhoso como nossos filhos, netos, sobrinhos e alunos. Ele mostra que uma criança no TEA não está alheia ao mundo, mas vê e compreende tudo de uma forma diferente, nem mais, nem menos, só diferente.
Esta série recebeu o prêmio BAFTA  de Melhor Série infantil para os espectadores em idade pré escolar. Mereceu também o prêmio de Melhor Série de Televisão no prestigiado festival frances de annecy e três prêmios Pulcinella 2006 no Festival.
Uma série tão premiada assim, faz jus ao seu conteúdo. E você, mamãe, papai, professor, você também vê semelhanças do TEA no Pocoyo, me conta aqui nos comentários?

Retirado de:

http://www.ellenluz.com/2017/12/12-fatos-pra-dizer-que-o-pocoyo-e.html
http://abreajanelinha.blogspot.com.br/2013/04/o-pocoyo-e-autista.html

3 comentários:

  1. Tem uma colega que recentemente teve seu filho diagnosticado com autismo E o que mais percebemos é a falta de informação, e por vezes até mesmo ignorância por parte das pessoas por acharem que crianças com autismo são crianças mal educadas.
    Seguindo o seu blog e indicando pra ela 😘

    ResponderExcluir
  2. Nunca conheci um autista porem sei mais ou menos como são as pessoas assim, cresci assistindo Pocoyo e isso nunca nem passo pela minha cabeça mas lendo os fatos faz sentido, muito bom o conteúdo do seu blog!

    ResponderExcluir
  3. Bem curioso o texto. Minha filha assiste o desenho e realmente, possui bastante características de um autista.

    ResponderExcluir

Comentarios anônimos não serão aceitos