Seu vizinho sabe o que é autismo?

by - novembro 18, 2017



                                   





Falo por mim mesma, quando eu descobri que o meu filho poderia ter autismo eu desconhecia totalmente o assunto e tive que correr para pesquisar e conseguir detectar os sintomas de um autista. O que nos deparamos hoje em dia é com um população desinformada e que não consegue muito sobre o assunto. Quantas e quantas vezes tive que explicar que tenho um filho autista para que as pessoas não pensassem que era birra ou falta de educação do meu filho, ou tive que explicar para alguém o que é autismo.

O autista aparentemente é uma criança normal e fica ainda mais dificil de detectar  se for um autismo leve. Não é uma doença que você consegue perceber que a criança possui aquele deficiencia como na microcefalia ou sindrome de down, é preciso observar os sintomas que podem variar de criança para criança.

Reconhecer a criança autista como um ser humano com demandas e habilidades bem próprias é fundamental para estimular seu desenvolvimento e lhe dar mais chances de seguir uma vida adulta considerada normal.
“Cada caso é um caso. Um não é como o outro. O autista precisa de intervenção multidisciplinar. Temos crianças que não falam, temos crianças que falam várias línguas. Do que eles gostam, eles gostam muito”, explica Pollyana Paraguassu, presidente da Associação dos Amigos dos Autistas do Espírito Santo (Amaes).
O governo tem que investir muito em conscientização acerca do autismo, deve-se trabalhar nas escolas a integração de pessoas com a doença e principalmente quebrar o preconceito que gira em torno dessas crianças. O primeiro passo para a melhoria da situação é o conhecimento geral acerca do assunto e a quebra do preconceito

Adassa Santana (autismo entre mães).

You May Also Like

0 Comments

Comentarios anônimos não serão aceitos